Benefícios da Alface Romana Para Saúde

Os Benefícios da Alface Romana são diversos, pois ela possui uma grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo. Além disso, a alface romana é um tipo de alface que pertence ao gênero Lactuca e nativa da região do Mediterrâneo e também da Ásia Menor. A alface romana é uma planta anual de estação fria, que é cultivada por suas folhas soltas que cresce na vertical do centro do tronco. As folhas possuem 12 polegadas de comprimento.

É mais tolerante ao calor do que outros tipos de alface. As alfaces romanas são adicionadas a culinária do Oriente Médio e saladas. Ele também é apreciado em sanduíches. Os nutrientes, minerais e vitaminas encontradas na alface romana são úteis para aliviar os males de saúde. A alface romana é um alimento nutritivo devido ao seu elevado teor de água e baixo teor de calorias. Eles são boa fonte de Vitamina A,  Ácido Fólico, Vitamina K e fibra dietética. O consumo de alface romano oferece vários benefícios para a saúde.

A Alface Romana Possui Atividade Antioxidante: Vitamina C e Vitamina A são os antioxidantes que neutralizam os radicais livres que levam a problemas de saúde como doenças cardíacas, câncer e artrite. Os radicais livres formam devido à ingestão de alimentos processados ou da exposição a poluentes, toxinas e radiação.

A Vitamina A reduz o estresse oxidativo que provoca a inflamação dos danos celulares e de tecidos. Vitamina C e Vitamina A são essenciais para a diferenciação celular e regulação de genes e neutraliza os danos dos radicais livres. Ela ajuda a visão dos olhos e da pele e mantém os ossos fortes e aumenta a imunidade.

Beneficio da Alface Romana Para Saúde Óssea: As folhas verdes são grande fonte de Vitamina K, que ajuda a construir ossos. Os estudos mostram que a Vitamina K2 ajuda a prevenir a osteoporose através do aumento da densidade óssea. Na verdade, a Vitamina Ké essencial para construir estrutura do esqueleto saudável, curar contusões, coágulo de sangue, ajuda a calcificação óssea e prevenir doenças.

Beneficio da Alface Romana Para Doenças do Coração: A alface romana contém uma quantidade adequada de  Ácido Fólico, que converte a homocisteína que se não for convertida leva a problemas cardíacos, tais como o acúmulo de placa e danos vasos sanguíneos.

Os antioxidantes encontrados na alface romana, Vitamina C e Vitamina A ajuda a oxidar o colesterol e mantém as artérias saudáveis. Ela impede o acúmulo de placas nas paredes das artérias o que impede a acidente vascular cerebral, ataque cardíaco, coágulos de sangue e também aumenta o fluxo de sangue.

Beneficio da Alface Romana Para Problemas Oculares: A alface romana fornece uma quantidade adequada de Vitamina C e Vitamina A, que impede as doenças oculares, tais como glaucoma, córnea, degeneração macular e cegueira. Os estudos mostram que o betacaroteno ajuda a prevenir a degeneração macular, associada à cegueira relacionada à idade. Uma pesquisa mostra que aqueles que quantidade elevada ingestão de Vitamina C e Vitamina A têm baixas chances de sofrer de lesões oculares.

A Alface Romana Possui Propriedades que Retarda o Processo de Envelhecimento: As quantidades amplas de Vitamina A são vitais para a manutenção da saúde da pele. A Vitamina C auxilia na construção colágeno da pele que ajuda a construir a pele saudável, firme e impede a perda de elasticidade. Estes antioxidantes trabalham juntos para prevenir o dano celular que leva ao câncer de pele.
Além disso, a alface romana fornece uma ampla quantidade de nutrientes, como a Vitamina C, Vitamina A, vitamina B e Potássio, que ajuda a defender a inflamação e acne. A nutrição encontrada na alface romana erradica acne.

Beneficio da Alface Romana Para o Sistema Imunológico: A Vitamina C e Vitamina A são o nutriente que ajuda a impulsionar o sistema imunitário. A Vitamina A ajuda a regular os genes que estão envolvidos em respostas autoimunes. A Vitamina A ajuda a combater infecções, cura da pele, melhora o sistema digestivo e elimina o crescimento de bactérias.
A Vitamina C auxilia o sistema imunológico, diminuindo a inflamação, a absorção de nutrientes e auxiliar a saúde digestivo. Ela desempenha um papel vital na luta contra o vírus, gripe e resfriados comuns.

Beneficio da Alface Romana Para o Câncer: Os estudos mostram que o pigmento de clorofila no alface romana ajuda a reduzir as chances de cânceres de fígado e cólon. A Vitamina C e Vitamina A previne os danos no DNA e também controla as células malignas. A dieta que são ricos em Vitamina C e Vitamina A reduzem as chances de câncer de próstata, pulmão, ovário, mama, oral, bexiga e câncer da pele.

Beneficio da Alface Romana Para a Gravidez: A ingestão adequada de Ácido Fólico ajuda a promover a gravidez segura e evitar defeitos de nascimento. O folato mantém o peso do feto, o desenvolvimento adequado do coração e da face do feto, bem como a formação saudável do tubo neural. A deficiência de Ácido Fólico durante a gravidez resulta em espinha bífida, que é um defeito do tubo neural. A deficiência de folato resulta em anemia, má digestão e má função imune. A ingestão adequada de Ácido Fólico ajuda a combater estas doenças que são encontrados em alface romana.

Beneficio da Alface Romana Perda de Peso: A alface romana é de baixo teor de açúcar, carboidratos, gordura, calorias e rica em água e teor de nutrientes. Isso ajuda aqueles que querem perder peso. Fibras e água está presente na alface que ajuda o corpo a lançar-se do excesso de peso da água e gordura que ajuda a alcançar um objetivo desejado.

Beneficio da Alface Romana Digestão: Os nutrientes encontrados na alface romana ajuda a facilitar a digestão, pois é rico em fibras. Ele é rico em minerais, fibras e água, que ajuda na circulação adequada e também elimina as toxinas do corpo.

alface-romana

 

 

Conheça os Benefícios da Alface

Quando se fala em comer uma saladinha, a primeira coisa que vem à nossa mente são as folhas verdes da alface, não é?

A alface é uma planta herbácea rica em nutrientes e clorofila; e tem a função de alcalinizar e desintoxicar — principalmente o fígado. Esta hortaliça constitui uma importante fonte de vitaminas (A, C e niacina) e sais minerais (sais de enxofre, fósforo, ferro, cálcio e silício).

A tal da folha verde-clara tem um gosto mais suave, e muitas vezes acaba sendo deixada de lado, por acharem que ela não contém tantas vitaminas e minerais quanto as folhas de um verde mais escuro. Afinal, normalmente, quanto mais viva a cor de

um vegetal, maior a quantidade de fitoquímicos ele tem. No entanto, a alface tem sim muitos nutrientes.

E, ainda, essa verdura tem um trunfo quando o assunto é ansiedade: graças a uma substância chamada lactucina, um composto com efeito calmante e relaxante que ajuda até mesmo em casos de insônia. Você pode encontrá-la principalmente no talo do alimento.

Como os outros vegetais verdes folhosos, a alface contém ácido fólico, que atua na síntese dos neurotransmissores como a serotonina, dopamina e noradrenalina. Estes, quando em quantidade adequada em nosso cérebro, ajudam a regular as sensações de ansiedade. Além disso, a alface também ajuda na produção de aminoácidos no nosso corpo, e muitos deles atuam nesses neurotransmissores importantes para o bem-estar emocional.

Fibras que Ajudam o Intestino a Trabalhar

A alface, como a maior parte dos vegetais folhosos, é rica em fibras, que melhoram o trânsito intestinal. Uma dessas fibras é a pectina, uma fibra solúvel considerada poderosa. Ela forma um gel que, quando em contato com a água do bolo alimentar, permite que a glicose seja liberada mais lentamente, evitando picos elevados na glicemia do sangue. Isso é bom não só para prevenir e controlar diabetes do tipo 2, mas também para impedir a sensação de satisfação rápida e superficial causada pelo açúcar — que sempre termina em mais ansiedade.

Calmante Natural

A alface tem propriedade calmante, sendo capaz de tratar casos de insônia. A hortaliça ajuda as pessoas a ter um sono reparador e a controlar os acessos de histeria. Aconselha-se consumir alface à noite para dormir melhor, principalmente quando seu suco é adicionado a uma bebida quente que contenha mel.

Tipos de Alface

Os valores nutricionais dos diversos tipos de alface são bastante parecidos. Conheça os tipos existentes e as principais diferenças:

Alface Crespa: rica em fibras, ajuda na digestão e no bom funcionamento do intestino, além de apresentar pequenos teores de minerais como cálcio e fósforo.

Alface Roxa: contém mais antocianina que as alfaces comuns e um teor também maior de antioxidantes, substâncias que ajudam no combate ao envelhecimento.

Alface Lisa: é a mais consumida, com folhas soltas, macias e de sabor suave.

Alface Mimosa: possui folhas com a borda bastante entrecortada, parecendo dedos de uma mão; está entre as alfaces mais delicadas.

Alface Romana: possui folhas verde-escuras, longas e crespas que formam uma cabeça de folhas soltas. É utilizada em saladas como a salada Ceasar e lanches.

Alface Americana: possui cabeça compacta. Seu valor nutritivo é inferior ao de outras variedades de alfaces e folhas. Bastante usada em lanches.

Conservação

A alface é uma hortaliça que estraga rápido. Fora da geladeira, deve ser mantida com a parte de baixo dentro de uma vasilha com água ou dentro de saco plástico aberto, em local bem fresco por até um dia. Quando conservada em geladeira, deve ser mantida em saco plástico ou em uma vasilha de plástico tampada, retirando-se as folhas de acordo com a necessidade de consumo.

linha-de-alfaces-oferece-diversidade-em-cores,-formatos,-texturas-e-sabores-02-05-2014-09-52-21-4043

Varie nas saladas: 10 hortaliças que devem fazer parte da sua alimentação

Mais conhecidas como verduras e legumes, as hortaliças são os alimentos mais versáteis, leves e nutritivos para acompanhar e variar a nossa alimentação do dia a dia.Incluídas principalmente em saladas, esse grupo tem muito mais a nos oferecer. Além de fontes importantes de vitaminas, minerais e fibras, elas possuem compostos bioativos que deixam o organismo equilibrado, mais vivo e forte, que melhoram a disposição do corpo e potencializam os aspectos mais saudáveis da vida.

As hortaliças são tão importantes para nossa formação corporal, que o Ministério da Saúde, em junto à Organização Mundial de Saúde, recomenda a ingestão de, pelo menos, três porções dos alimentos por dia. Mas, não só a quantidade é importante. É necessário diversificar o menu, alternando diferentes alimentos a cada refeição.

“Nesse aspecto, o Brasil é um país privilegiado, no qual as condições de solo e clima permitem o cultivo de uma enorme diversidade de espécies de hortaliças, garantindo a disponibilidade de produto fresco durante todo o ano”, diz a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Embrapa. O órgão, inclusive, lançou o projeto “Hortaliça não é só salada”, um programa com informações e dicas para facilitar na hora de comprar, conservar e cozinhar esses alimentos.

Conheça algumas hortaliças e saiba os seus benefícios

Abóbora – Pertence à família Cucurbitácea, a mesma da melancia, do melão, do chuchu e do pepino. A abóbora é um fruto rico em vitamina A.

Abobrinha – É um fruto de fácil digestão, rico em niacina, além de ser fonte de vitaminas do complexo B. Possui poucas calorias.

Acelga – Cerca de 100 g dessa hortaliça atendem a necessidade diária de vitamina A de um adulto. Apresenta também razoável teor de vitamina C.

Agrião – O agrião de terra seca é uma hortaliça tipo folha, rica em vitamina C e em sais minerais. O agrião é mais rico em ferro que a couve e o espinafre e os talos são ricos em iodo.

Alface – A alface constitui uma importante fonte de sais minerais, principalmente de cálcio e de vitaminas, especialmente a vitamina A.

Alho – Rico em vitaminas do complexo B e contém uma quantidade de fósforo expressiva.

Berinjela – Apesar de ainda pouco consumida no Brasil, a berinjela é uma das hortaliças mais apreciadas no mundo. Contém cálcio, ferro e fósforo e pequenas quantidades de vitamina A e B5

Brócolis – O brócolis é uma hortaliça com poucas calorias, sendo recomendável em regimes de emagrecimento. Possui considerável teor de vitamina C.

Cenoura – A cenoura é uma hortaliça de elevado valor nutritivo, sendo provavelmente uma das melhores fontes de vitamina A. Também fornece cálcio, sódio e potássio.

Ervilha – As ervilhas são hortaliças muito nutritivas e fornecem boa quantidade de vitaminas A, C e B, minerais e fibras.

Alface Higienizado

Alface Higienizado

Os Benefícios da Alface para Saúde

Alguns dos Benefícios da Alface incluem a redução dos níveis de colesterol, controle do câncer, a proteção dos neurônios, indução do sono, controle da ansiedade, redução da inflamação, e fornecendo uma fonte de antioxidantes.

Informação Nutricional Sobre a Alface:

Alface contém umidade, energia, proteína, gordura, carboidratos, fibra alimentar, e açúcares. As vitaminas e minerais encontradas na alface incluem cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, zinco, juntamente com vitaminas como a tiamina, riboflavina, niacina, ácido fólico, vitamina B-6, C, A, E, e vitamina K.

Por milhares de anos, a alface foi cultivada como mais do que um vegetal. Também possui propriedades medicinais pelos povos antigos. Alguns dos benefícios para saúde foram confirmados por pesquisas científicas modernas incluem o seguinte:

Propriedades Anti-inflamatórias: Alface possui propriedades anti-inflamatórias que ajudam no controle da inflamação. Em modelos experimentais, extratos das alface mostraram poder controlador significativo sobre a inflamação induzida por biocatalisadores como lipoxigenase e carragena.

Os Benefícios da Alface:

Protege as células Neuronais: Os neurônios são as células do cérebro que formam conexões físicas para fazer a memória. A morte dos neurónios em particular com ligações ou circuitos podem provocar a perda de memória. Em alguns casos extremos, à morte neuronal significativa pode resultar no aparecimento de doenças tais como a doença de Alzheimer. Os extratos de alface mostraram considerável controle da morte celular neuronal, devido ao seu papel na privação de glicose / soro (GSD). A pesquisa também mencionado que a alface tem o potencial para ser usada na proteção do neuro como uma solução comum para as doenças neurodegenerativas.

Reduz os Níveis de Colesterol: A Alface pode ser benéfica na redução dos níveis de colesterol, que muitas vezes levam a doenças cardiovasculares e outras condições perigosas. Níveis elevados de colesterol, principalmente o LDL ou colesterol ruim, são prejudiciais e podem causar ataques cardíacos e derrames. Um estudo foi realizado em ratos para testar o impacto do consumo da alface em gordura e colesterol. Os resultados indicaram uma redução significativa dos níveis de colesterol em comparação com os ratos que não foram alimentados com alface. A peroxidação lipídica foi observada na maioria dos casos, o que foi concluído ser responsável por uma importante forma de controle do colesterol.

Propriedades Antioxidantes: Estudos têm demonstrado que a alface possui antioxidantes com capacidades significativas de eliminação radical-livres. Os antioxidantes são uma ampla gama de bio-químicos que são encontrados principalmente em nossa dieta; eles também são muito necessárias para a saúde humana. Os antioxidantes atuam como barreiras para os radicais livres, que são produzidos durante o metabolismo celular. Estes radicais livres atacam os tecidos saudáveis, as células e o ADN dentro deles. Que muitas vezes pode causar células saudáveis a se transformar em células cancerigenas. O resultado é o desenvolvimento de várias doenças. Os antioxidantes, por outro lado, neutraliza estes radicais livres e neutraliza antes que os ataques do radicais livres ocorrem.

Propriedades Antimicrobianas: O látex da alface, possui propriedades antimicrobianas Candida albicans e uma série de outras leveduras foram completamente deformado ao entrarem em contato com o látex da alface. Bioquímicos que possui estas propriedades antimicrobianas são os terpenos e cardenolids, assim como enzimas tais como glucanases.

Controle da Ansiedade: As propriedades neurológicas da alface têm sido sugeridas e exploradas durante tempos antigos e na Idade Média nos tratados médicos, tais como o sistema Unani. pesquisas detalhada nos últimos tempos tem levado à conclusão de que a alface possui ansiolíticos. Quando animais de laboratório receberam extratos da alface, sua atividade locomotiva foi reduzida, sugerindo ansiolíse considerável.

Propriedades Anti-Câncer: Extratos das folhas da alface pode controlar certo tipo de câncer. Pesquisa em células cancerigenas humanas, particularmente as células de leucemia e as células do câncer de mama, foram controlados de forma significativa após o tratamento com extratos da alface. As experiências também sugerem que a proporção em peso do consumo da alface necessária para matar 50% das células da leucemia seria de 3 kg.

Efeitos colaterais da alface:

As alergias alimentares são a resposta anormal do sistema imunológico a certos tipos de alimentos que o corpo reconhece como prejudicial. Na maioria dos casos, as razões para as alergias alimentares são desconhecidas. As alergias alimentares que resultam em anafilaxia são a pior espécie, isso é de acordo com o Centro de Controle de Doenças, que estão em ascensão.

A alface pode produzir alergia e as proteínas de alérgenos. As pessoas que já sofrem de alergias alimentares estão geralmente em risco ao tentar alimentos novos. Assim, uma palavra de cautela é aconselhável ao comer alface pela primeira vez. faça um teste cutâneo antes de comê-lo, só para ter certeza. No entanto, com exceção do caso improvável de ter uma alergia alimentar a alface, que é um alimento saudável e benéfico!

Alface Higienizado

Alface Higienizado

Alface recheada

  • 3 alfaces grande
  • 2 dentes de alhos amassados
  • 1 cebola grande ralada
  • 1/2 xícara de chá de salsinha picada
  • 1 colher de sopa de margarina
  • 1 xícara de chá de carne moída
  • 2 xícaras chá de água
  • 2 cubos de caldo de carne
  • 1 colher café de pimenta do reino
  • 1/2 xícara de chá de mortadela picada
  • 1/2 xícara de chá de queijo parmesão ralado
  • 1 ovo
  • 1 colher sopa de extrato de tomate
  • 1 xícara de chá de farinha de rosca
  • Sal a gosto

modo de preparo

  1. 1.      Desfolhe as alfaces, reserve as folhas maiores e pica as restantes
  2. 2.     Frite o alho, a cebola, a salsinha na margarina
  3. 3.     Acrescente a alface picada, a carne moída, a água, o caldo de carne, a pimenta do reino, o sal e refogue
  4. 4.     Quando secar, misture a mortadela, o queijo, o ovo, o extrato de tomate e a farinha
  5. 5.     Recheie as folhas de alface, enrole e sirva

CROQUETE VEGETARIANO

500 g de batata
manteiga
sal
75 g de brócolis
75 g de cenoura
45 g de milho verde
60 g queijo mussarela ou prato
1 ovo batido com garfo
Farinha de rosca para empanar

Cozinhe as batatas até ficarem macias, escorra e amasse com manteiga a gosto. Cozinhe os vegetais até ficarem macios (eles têm tempo de cozimento diferentes – o ideal é que se cozinhe no vapor). Misture os vegetais com a batata. Corte o queijo em palitinhos e, com as mãos, vá colocando a massa ao redor para formar o croquete. Passe pelo ovo e pela farinha de rosca e coloque no forno quente por 15 minutos. Espere amornar para servir, pois o queijo pode queimar a boca do bebê.