CROQUETE VEGETARIANO

500 g de batata
manteiga
sal
75 g de brócolis
75 g de cenoura
45 g de milho verde
60 g queijo mussarela ou prato
1 ovo batido com garfo
Farinha de rosca para empanar

Cozinhe as batatas até ficarem macias, escorra e amasse com manteiga a gosto. Cozinhe os vegetais até ficarem macios (eles têm tempo de cozimento diferentes – o ideal é que se cozinhe no vapor). Misture os vegetais com a batata. Corte o queijo em palitinhos e, com as mãos, vá colocando a massa ao redor para formar o croquete. Passe pelo ovo e pela farinha de rosca e coloque no forno quente por 15 minutos. Espere amornar para servir, pois o queijo pode queimar a boca do bebê.

 

Como fazer a criança comer verduras e legumes

A hora da refeição pode ser uma dificuldade enfrentada pelos pais, quando a criança não quer comer verduras e legumes.

Para as crianças alérgicas ao leite, que já passam por restrições de determinados alimentos, a rejeição as verduras e legumes, pode restringir ainda mais o cardápio.

Em primeiro lugar devemos lembrar que o paladar das crianças ainda não está “maduro” o suficiente para reconhecer e gostar dos diversos tipos de sabores e texturas de determinados alimentos.

Identificar o que o seu filho gosta, pode começar quando a alimentação está sendo introduzida. Você deve observar que tipos de alimentos não são bem aceitos, oferecendo somente duas variedades de legumes e verduras por refeição, sem misturar os dois em uma única preparação para poder descobrir qual deles não agrada..

Veja abaixo algumas dicas para facilitar este processo.

1. Não force
Não brigue ou force a criança ou a comer algo com violência, a criança vai ficar com mais raiva ainda da comida. Além disso, esse tipo de discussão ou briga acaba tirando o apetite.

2. Seja o exemplo
Não adianta você querer que seu filho coma verdura e legumes, se você não come. A criança acaba ficando com raiva e se decepcionando com os pais se suas atitudes se contradizem com seus conselhos.

3. Apresente os alimentos
Mostre as verduras, diga-lhes os nomes, diga que vitaminas cada verdura ou fruta tem e para que serve. Diga o que acontece se faltar alguma vitamina ou mineral no corpo.
Dê preferência a livros que tragam bastante ilustrações e que coloque o assunto de maneira clara.

4. Varie o cardápio
Se você prepara pratos gostosos com uma verdura ou legume e diz que é feito com o alimento, é possível que a aversão que a criança tem à ele diminua e talvez até desapareça. Experimente servir apenas vegetais em uma determinada refeição. Por exemplo: faça uma lasanha (usando os substitutis do leite) de brócolis, uma saladinha de tomate e sirva também folhas de alface. Se desejar, cozinhe umas batatas e cenouras para dar mais volume à refeição (caso você sirva no almoço). Essa é uma refeição saborosa e nutritiva. Duvido que as crianças reclamem.

5. Aproveite o arroz
Aproveite o arroz para enriquecer a dieta de seu filho. Corte cenoura em cubinhos e coloque no arroz. Fica bonito e as crianças, em geral, não reclamam. Tente com outros legumes.

6. Faça pratos divertidos
A hora da refeição não pode ser algo desagradável, tem que ser um momento divertido e prazeroso. Faça pratos coloridos, com desenhos ou formas diferentes. Às vezes um simples detalhe, como uma fatia de limão enfeitando o copo de suco ou da salada de frutas já faz a criança despertar o interesse pela comida.

7. A criança deve participar
Levar a criança pra feira e perguntar o que ela quer pode ser bem interessante. Ela vai responder que quer algo. Dificilmente elas têm a idéia de dizer que não querem nada: elas sempre querem alguma coisa. Depois pergunte como ela vai querer que o que ela escolheu seja preparado.
Se ela não quiser participar, não insista. Tudo tem seu tempo!